História da Marca BMW

História das Marcas

15 Maio

3007


História da Marca BMW

1916 - 1928:
Os primeiros voos

1916 – Fundação da Bayerische Motorenwerke (BMW)
Ao contrário do que poderá parecer a história da BMW começa não nas estradas mas nas nuvens, A Bayerische Flugzeug-Werke (BFW – Fábrica Aeronáutica da Baviera) é fundada a 7 de Março de 1916 e a Otto-Werke (a fábrica de motores) funde-se na nova companhia. A Bayerische Motoren Werke (BMW – Fábrica de Motores da Baviera) adquire a fábrica da BFW em 1922. A BMW adopta a data de fundação da BFW e dá inicio a uma história de sucesso.

Bmw Logo
1919 – O Primeiro Recorde Mundial
Uns dias antes de ser promulgado o Tratado de Versalhes, que viria a proibir a construção de aviões na Alemanha por largos anos, o piloto de testes Franz Zeno Diemer levanta voo do aeródromo de Oberwiesenfeld, em Munique, junto das instalações da BMW, pilotando um DFW F37 / III, impulsionado por um motor BMW IV de seis cilindros. O recorde mundial de altitude que ele bate, com 9.760 metros, é o primeiro de muitos recordes mundiais da BMW.

1923 – A Primeira Moto
A primeira moto BMW, a R 32, cujo design se iniciou em 1922, causa sensação na sua estreia na Feira Automóvel de Berlim de 1923. Para obter melhor arrefecimento pelo ar, o Chief designer Max Friz montou o motor boxer lateralmente no quadro, transmitindo a potência directamente à roda através de um veio de transmissão – um princípio de construção utilizado ainda hoje nas motos BMW.

Primeira Moto


1928 – Do “Dixi” ao Primeiro Automóvel BMW
A BMW compra a fábrica de automóveis de Eisenach, cujo único modelo de sucesso é uma versão do Austin Seven produzido sob licença com o nome de “Dixi 3 / 15 PS”. A BMW desenvolve o “Dixi” em diversas carroçarias, lançando-o em 1929 como BMW 3 / 15 PS DA 2. Este pequeno carro é um sucesso estrondoso: a sua popularidade ajuda a empresa a ultrapassar os duros anos da depressão.


Dixi

1945 - 1973:
O renascer das cinzas

1945
Recomeçar (quase) do nada
Em 1944, os ataques aéreos deixaram praticamente destruída a fábrica da BMW em Munique, embora a fábrica de Allach tenha sobrevivido quase intacta. Em meados de 1945, a BMW é autorizada a reparar os veículos militares americanos em Allach, podendo fabricar peças suplentes para estes veículos, bem como alfaias agrícolas e bicicletas.
A companhia recupera também a sua licença para construir motocicletas, embora não estivesse em posição de poder reiniciar a produção nessa altura.

1955
O milagre económico Alemão e o BMW Isetta
As berlinas e os desportivos BMW V8 são aclamados pela crítica, mas é um “motocoupé” de 2,29 m, produzido sob licença da empresa italiana ISSO, que conquista o grande público. Com um motor de moto BMW de 12/13 cavalos, o BMW Isetta vende mais de 160,000 unidades e transforma-se no “best-seller” BMW dos anos 50 e num símbolo do período de reconstrução do pós-guerra.

Isetta

 
1972
Nasce o BMW Série 5
O primeiro de uma nova e revolucionária geração de BMW’s – o Série 5 – sai da linha de montagem de Munique. Pouco depois, a produção é transferida para a fábrica de Dingolfing. O Série 5 marca uma mudança da imagem da BMW, que já não é vista apenas como um construtor de desportivos. Modelos como o económico 518i e o potente M5 demonstram a versatilidade do berlina Série 5 e fazem desta gama um tremendo sucesso de vendas.

Série 5

1972/1973
Escritórios em forma de motor de 4 cilindros
A fachada exterior da nova sede da BMW é terminada a tempo dos Jogos Olímpicos de 1972, mas o rápido crescimento faz com que o edifício seja já demasiado pequeno quando a empresa se muda para a nova sede no ano seguinte. Localizada a dois passos das cúpulas cónicas do Parque Olímpico, a nova sede e o museu BMW são um poderoso símbolo de prosperidade, de independência, de tecnologia avançada e da utopia futurista.

1975 - 1987:
Modelos marcantes

1975
O princípio de uma história de sucesso: o primeiro BMW Série 3
No princípio, existem apenas alguns modelos na Série 3, mas ao longo dos tempos a gama cresce até cerca de 30 modelos diferentes – do 316g ao M3. O Série 3 cresce até ao sucesso mundial, com cerca de 7 milhões de unidades vendidas até ao ano 2000. O Série 3 combina proporções compactas, com uma condução superior e um tentador leque de escolha na motorização.


Série 3
1977
O BMW Série 7: um êxito global numa classe de luxo
Embora as sucessivas gerações do BMW Série 7 tenham acompanhado os tempos, todas se mantiveram fiéis, desde a sua criação, ao conceito básico de uma berlina de luxo, confortável e elegante, que combina a atenção a todos os detalhes, com a mais avançada tecnologia. O Série 7 continua hoje a estabelecer novos padrões e a merecer o seu lugar entre os carros de luxo mais vendidos no mundo.

1981
Vencedor do rally Paris-Dakar pela quarta vez
Em 1981, o francês Hubert Auriol vence aquela que é provavelmente a mais dura prova de resistência motorizada - o rally Paris-Dakar, numa BMW R 80 G / S. A moto tem apenas uma ligeira modificação face ao modelo de produção, atingindo 57 cavalos em lugar dos normais 50. Auriol volta a ganhar em 1983. Em 1984 e 1985, um outro ‘motard’ BMW, o belga Gaston Rahier, antigo campeão mundial de MotoCross, arrebata este prestigiado troféu.

Paris-Dakar

1987
Performance de topo: o novo motor BMW de 12cilindros
Em 1987, a BMW surpreende o mundo automóvel com os modelos 750i e 750iL, o primeiro carro alemão com um motor V12 em quase 50 anos. Os seus motores de 5.379 cc’s debitam 300 bhp (mais tarde aumentados para 326 bhp), e produzem 490 Nm de torque.


1990 - 2000:
Novas fronteiras

1990
O Centro de pesquisa e engenharia BMW
No princípio da década de 80, a BMW compra um antigo quartel nos arredores a Norte de Munique e dedica-se a convertê-lo num centro de pesquisa e engenharia (FIZ). O centro inclui instalações de design, construção e testes, uma unidade de construção de protótipos, e uma fábrica-piloto. O primeiro departamento inicia aí a actividade em 1985, mas o centro só é oficialmente inaugurado em 1990. Desde então, tem vindo a expandir-se de forma mais ou menos contínua.
A BMW compra o Grupo Rover.
Numa perspectiva de crescimento rápido através da expansão a novos segmentos de mercado, a BMW compra o grupo britânico Rover, cujas marcas incluem a Rover, a Land Rover, a Mini e a MG. O preço relativamente baixo, de 800 milhões de libras (cerca de 1,3 biliões de Euros) reflecte a necessidade de modernizar a gama de produto e as instalações industriais da Rover.

1999
O X5: o melhor fora-de-estrada na estrada
Com o X5, a BMW entra no segmento de mercado dos veículos utilitários desportivos, que está a crescer tão rapidamente, em especial nos Estados Unidos. O X5 adapta-se bem a todo o tipo de terreno mas tem um comportamento em estrada tão bom como qualquer BMW tradicional. Em simultâneo, a BMW revela inovações em todas as gamas, incluindo Série 3, Série 5 e Série 7, bem como os novos modelos X e Z.


X5

2000
A BMW C1: gozo citadino
No seguimento de um período de pesquisa e desenvolvimento de vários anos, chega ao mercado a revolucionária BMW C1: um visionário veículo de 2 rodas concebido para condução sem preocupações no trânsito citadino. A cúpula do C1 protege o condutor de muito mais do que o rigor dos elementos: graças à utilização de tecnologia de segurança comprovada no mundo automóvel, a C1 pode ser conduzida em vários países sem a obrigatoriedade de utilização do capacete.

2000
A BMW regressa à Formula Um
Agora com base em Inglaterra, a BMW Motorsport Ltd desenvolve um potente motor para os Fórmula 1 da Williams. A nova BMW WilliamsF1 Team alinha na grelha de partida do primeiro Grande Prémio de 2000, e os pilotos Ralf Schumacher e Jenson Button levam a equipa ao terceiro lugar do campeonato de construtores logo na primeira época.

2000
Tradição e inovação: o BMW Z8
O Z8 é um roadster para conhecedores: o seu chassis monobloco de alumínio, de tecnologia espacial, o motor V8 de alta performance e o design de estilo inspirado no BMW 507, tornam-no altamente procurado. Com uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em menos de 5 segundos, a performance do Z8 está ao nível dos melhores desportivos do mundo.


Z8

2000 - 2005:
Tradição, Inovação e Futuro

2003
É entregue o primeiro Rolls Royce Phantom.
A BMW assume a responsabilidade sobre a marca Rolls Royce no início de 2003. Com a Rolls Royce, a BMW reforça a sua reputação de qualidade na vanguarda da indústria automóvel.

2004
Um automóvel como nenhum outro
Há um novo jogador em campo: desde Setembro de 2004, a BMW inicia as entregas do seu novo Série 1. Com uma mensagem clara para os automobilistas: “Este carro é como nenhum outro”.

2005
1 de Janeiro de 2005 nasce a BMW Portugal, mais uma subsidiária do BMW Group....

Fonte: bmw.pt

História BMW